ANTONELLO GERBI PDF

Biografia[ modifica modifica wikitesto ] Di origine ebraica , nasce a Firenze, primogenito di Edmo, agente di cambio , e di Iginia Levi, appartenente alla buona borghesia veneziana era sorella del filosofo del diritto Alessandro Levi e di Olga Levi, moglie del socialista Claudio Treves. Don Ferrante ne recensisce ammirato in quegli anni La storia del Regno di Napoli e altre opere, dando inizio a un profondo sodalizio, interrotto solo dalla morte del filosofo napoletano nel Per vivere, esercita senza convinzione la professione forense. Da Londra fa un viaggio automobilistico di qualche settimana in Scozia con Nello Rosselli e il cugino acquisito Carlo Levi. Il lavoro bancario rallenta necessariamente il ritmo degli studi. Storia della ipotesi di Beverland il peccato originale visto come peccato carnale.

Author:Bakinos Vogore
Country:Estonia
Language:English (Spanish)
Genre:Environment
Published (Last):12 April 2004
Pages:375
PDF File Size:8.15 Mb
ePub File Size:6.60 Mb
ISBN:192-6-28872-906-8
Downloads:8352
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Salmaran



Estavam inaugurando um mito e uma ideologia - a Amrica como o "outro mundo", a contraface de uma Europa autocentrada e exaurida. A Amrica sempre foi o "outro" que alternadamente assustou ou seduziu os europeus. Essa concepo, que tem razes profundas no imaginrio europeu a Amrica teria emergido tardiamente das guas do dilvio universal , encontrou eco e roupagem "cientfica" na obra de um naturalista como Georges- Louis Leclerc Buffon Mas, afirma Gerbi "tambm seus admiradores, um Goethe e um Humboldt, encontraram e admiraram na Amrica aquilo que no ntimo adoram".

Grande historiador das idias, foi uma combinao pouco usual de pesquisador produtivo e homem de negcios. Sua fase americanista teve incio em , quando, devido perseguio racial do fascismo, foi transferido para uma filial do Banco Italiano em Lima, no Peru.

Um exemplo o livro de Antonello Gerbi intitulado "Novo Mundo: histria de uma polmica". Neste livro, este historiador apresenta uma anlise das ideias de naturalistas do sculo XVIII que buscavam "provar cientificamente" a inferioridade da natureza e dos habitantes do "Novo Mundo". Mas interessante perceber que o caminho seguido por tais pensadores de modo algum opunha cincia religio. Ao contrrio, da aproximao entre estas duas matrizes de interpretao que nascem as teorias sobre a inferioridade do Novo Mundo.

Numa poca em que essas duas formas de saber permaneciam mescladas, os argumentos e teses poderiam, por exemplo, ser retirados ou fundamentados ora pelo livro do Gnesis, ora pela Teoria da Gerao Espontnea. A prpria expresso "Novo Mundo" um exemplo dessa relao ntima entre religio e cincia. Uma das coisas que pensadores como David Hume E Buffon afirmavam era que o continente americano era muito mais novo em relao Europa. E explicavam essa evidncia com base em alguns argumentos, dentre eles, o de que a imaturidade do continente americano se devia ao fato de no ter secado completamente do Dilvio por isso sua umidade excessiva!

Em contrapartida, esse excesso de umidade explicaria no apenas a imaturidade do continente como tambm e, paradoxalmente, seu estado de putrefao. Afinal, a terra encharcada, assim como a carne podre d vida - assim acreditavam - s criaturas mais nocivas e abjetas como as serpentes e os insetos!

Da concluam: a natureza do continente americano menos me e mais madrasta; no apenas a natureza, mas tambm os seres que ali habitavam so inferiores em relao aos do Velho Mundo. Comparando as espcies animais americanas com as de outros continentes, afirmavam que os "lees" no Novo Mundo no tinham juba! Na verdade, comparavam lees com jaguares e concluam que os daqui no tinham juba, logo eram menos ferozes.

E o mesmo raciocnio era feito em relao aos amerndios, pois se "os lees no tinham juba", tambm "os homens no tinham barba" e, portanto, eram menos viris. O tema da inferioridade dos povos americanos jamais saiu de cena.

Diferente disso, tomou outras formas, muitas vezes mais sutis ou implcitas. O discurso assimilacionista, muito difundido no Brasil na dcada de , pode ser entendido como herana de tais concepes. Nesta poca, o Estado brasileiro desenvolveu uma poltica favorvel assimilao das culturas indgenas sociedade nacional e ainda afirmava que tais culturas tendiam ao desaparecimento. Hoje sabemos que no isso que ocorre. Ao contrrio, nas ltimas dcadas as populaes indgenas tm crescido, assim como as organizaes indgenas que trabalham em prol da preservao de sua cultura tradicional.

EL SILENCIO HABLA DE ECKHART TOLLE PDF

Antonello Gerbi

.

DANDY IN THE UNDERWORLD SEBASTIAN HORSLEY PDF

O Novo Mundo: Historia de uma Polemica 1750-1900

.

FLUID DYNAMIC DRAG HOERNER 1965 PDF

.

ENFERMEDAD FIBROQUISTICA DE LA MAMA PDF

.

Related Articles